Faculdade de Direito ATAME

Sobre a ATAME

Faculdade de Direito ATAME

1 OBJETIVOS DO CURSO 

A Faculdade de Direito ATAME é uma instituição de ensino superior criada e mantida pela livre iniciativa, na forma assegurada pelo artigo 209 da Constituição Federal, tendo por premissa ser uma Faculdade de referência no ensino, na iniciação científica e na extensão, funcionando por meio de infraestrutura adequada, caracterizando-se por meio de um modelo de gestão pedagógica, democrática e eficiente em atendimento às múltiplas transformações e demandas da sociedade, em especial de Goiânia e Região Metropolitana, visando à melhoria da educação, bem como da qualidade de vida da sociedade goianiense.

Os objetivos do curso apresentam-se formulados considerando o vislumbrar de oportunidades e a concretização dos compromissos relevantes identificados nos cenários envolvidos na busca da minimização dos desafios externos e fraquezas internas, também com vistas a desenvolver cada vez mais seus pontos fortes no tocante a operacionalização das opções estratégicas no curto, médio e longo prazo.

O curso de graduação da Faculdade de Direito ATAME, em consonância com os valores institucionais, com as orientações das DCN e documentos de referência da OAB, estabeleceu como objetivos gerais e específicos àqueles indicados a seguir.

1.1 OBJETIVO GERAL

O objetivo geral do curso de graduação da Faculdade de Direito ATAME, conforme o artigo 4º da Resolução CES/CNE n° 9/2004, é a formação de profissionais do Direito com sólidos conhecimentos teóricos, fortalecidos pela efetiva prática profissional, com postura reflexiva e visão crítica, qualificados para o exercício das carreiras jurídicas. Assim, o curso de graduação da Faculdade de Direito ATAME deverá possibilitar a formação profissional que revele, pelo menos, as seguintes habilidades e competências:

I. Leitura, compreensão e elaboração de textos, atos e documentos jurídicos ou normativos, com a devida utilização das normas técnico-jurídicas;
II. Interpretação e aplicação do direito;
III. Pesquisa e utilização da legislação, da jurisprudência, da doutrina e de outras fontes do direito;
IV. Adequada atuação técnico-jurídica, em diferentes instâncias, administrativas ou judiciais, com a devida utilização de processos, atos e procedimentos;
V. Correta utilização da terminologia jurídica ou da ciência do direito;
VI. Utilização de raciocínio jurídico, de argumentação, de persuasão e de reflexão crítica;
VII. Julgamento e tomada de decisões;
VIII. Domínio de tecnologias e métodos para permanente compreensão e aplicação do direito; e,
IX. Compreensão e inter-relacionamento dos fundamentos filosóficos e teóricos do direito com sua aplicação prática.

1.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS

Além dos objetivos gerais definidos nas DCN de Direito, a Faculdade de Direito ATAME terá ainda os seguintes objetivos específicos:

I. Tornar o aluno apto para o desempenho das funções e dos cargos nas áreas pertinentes às especificidades do Direito, tanto na esfera pública quanto na privada, atendo‐se ao contexto sócio‐político‐econômico atual;
II. Contribuir, a partir do comportamento ético, para a prática da justiça social, no atendimento à comunidade e no uso responsável da liberdade no contexto da nova ordem social democrática, solidária, comunitária, justa e participativa;
III. Propiciar trabalho integrado com participação ativa, crítica e criativa de todos os envolvidos no ensino jurídico, em diálogo permanente com os órgãos de classe e intercâmbio com instituições congêneres;
IV.  Motivar e desenvolver o espírito e a habilidade de pesquisa e utilização da legislação, jurisprudência, doutrina e demais fontes do direito;
V. Articular no currículo Ensino, Iniciação Científica e Extensão, estimulando a formação permanente;
VI. Desenvolver a reflexão científica na produção de novos conhecimentos a partir de práticas inovadoras e emergentes na área jurídica;
VII. Conscientizar dos problemas contemporâneos, articulando dados da realidade social regional, nacional e internacional, com os mecanismos, institutos e conhecimentos jurídicos; e,
VIII. Atualizar e debater temas jurídicos mediante semana de estudos jurídicos, congressos, seminários e afins;
IX. Adaptar inovações jurídico-tecnológicas às necessidades e exigências da Sociedade Goianiense;
X. Atuar de forma ética, reflexiva e com raciocínio jurídico, sensíveis aos movimentos sociais e inovadores na área do Direito;
XI. Atualizar, discutir e refletir sobre as práticas jurídicas emergentes mediante estudos em grupo, simpósios, visitas técnicas, cursos de curta duração e outros; e, 
XII. Identificar, discutir e refletir sobre os novos modelos jurídicos e as inovações do Direito, tanto nos aspectos positivos e negativos.